kp-header-bottom SINDVAR: SINDICATO DO COMERCIO VAREJISTA DE VARGINHA
Comércio forte é aquele em que todos participam.

História do Sindvar

 

Palavra do Presidente:

 

Sindvar: uma conquista empreendedora para o comércio de Varginha
“Comércio forte é aquele em que todos participam!”

Por Aureliano Zanon Alves

Nós temos o dia 15 de maio de 2008 como um marco na história do empreendedorismo, na cidade de Varginha. Nesta data foi fundado e instituído o Sindicato do Comércio Varejista – Sindvar, uma entidade que prioriza o trabalho em prol da classe patronal desse setor que só se faz crescer.


Mais de 40 empresários estiveram na Assembleia Geral Extraordinária, momento em que se votou para sua fundação, criação do seu Estatuto Social e por sua diretoria inicial, bem como a pessoa de seu primeiro presidente, eu, então, empresário fui eleito para assumir esse cargo de liderança dentro da entidade.

Devido ao processo burocrático que envolve a constituição de um sindicato, somente após doze meses, da decisão de fundar um sindicato patronal ao comércio varejista de Varginha, foi entregue à instituição o registro sindical. Lembro-me do nosso amigo e consultor jurídico da Federação do Comércio de Minas Gerais, Rodrigo Penido, quando com satisfação nos trouxe a boa notícia.

“Nós recebemos das mãos do próprio Ministro do Trabalho e Emprego [da época], Carlos Lupi, a certidão do Sindvar. O sindicato, [no momento da fala] criado no ano passado, conseguiu a aprovação em Brasília, com a nossa ajuda em um tempo recorde. A partir deste momento, ele está oficialmente habilitado para responder sobre as questões do comércio de Varginha”, afirmou o consultor.

A abrangência econômica do Sindvar hoje compõe todas as empresas do Comércio Varejista de Varginha, excluindo Farmácias, Concessionárias e Distribuidoras de Veículos e a abrangência territorial é o município de Varginha.

Desde estes primeiros passos, o Sindvar negocia todas as convenções coletivas, juntamente com o representante da categoria  profissional, dentre elas a Convenção Coletiva de Salário, Feriados e Horários especiais de funcionamento.

Em tempos, anteriores a constituição do sindicato na cidade, todas as negociações eram tomadas em âmbito estadual. Impedindo que o comércio de Varginha fosse visto como é, de forma diferenciada, em uma realidade de economia autônoma e grandes parcerias com instituições de classe. Como é o caso do apoio, tão estimado, da Fecomércio e do Sebrae MG.  

Essa foi uma vitória para Varginha. Todas as questões referentes às convenções coletivas, acordos, horários especiais de funcionamento, tudo será analisado em nossa cidade. A certidão recebida pela Fecomércio, na qual se oficializa a fundação do Sindvar através do Ministério do trabalho, foi como a finalização bem sucedida de nosso pedido à Federação, para a criação do sindicato patronal. É um mérito conquistado para a classe empresarial.

Além dos fatores de negociações administrativas, feitas por meio de dialogo com a categoria profissional, o sindicato oferece outros benefícios aos seus sindicalizados, como: Seguro de Vida, Convênios com Faculdades, Assessoria Jurídica e Contábil, Cursos e Treinamentos entre outros.
Todos esses fatos me deixam, de forma pessoal e profissional, contente com os trabalhos e conquistas que o Sindvar conseguiu em pouco tempo de ação. Demonstrando a fácil adaptação e desenvolvimento do comércio local, um mérito atribuído aos empresários. 


Atualmente, o Sindvar não apenas tem crescido em representatividade como também possui sede própria, situada na Avenida Rio Branco, nº 288 A, centro, em Varginha.
 

Diretoria de Fundação do Sindvar

  • Presidente – Aureliano Zanon Alves
  • Vice-presidente – Aloysio Ribeiro de Almeida
  • 1º Secretário – Wagner de Brito Pio
  • 2º Secretário – Cláudio Murilo Queiroga Leite
  • 1º Tesoureiro – José Gilberto Bueno Ribeiro
  • 2º Tesoureiro – Pedro Vas Tostes

 

  • Diretor Suplente – Renato Figueiredo de Souza
  • Diretor Suplente – Sérgio Frota Cruz
  • Diretor Suplente – Francisco Carlos
  • Diretor Suplente – Gina Rose Peloso
  • Diretor Suplente – Luiz Roberto do lago
  • Diretor Suplente – Alberto Martins da Silva

 

  • Conselho Fiscal Efetivo – Lincoln Di Martin
  • Conselho Fiscal Efetivo – Arnaldo Maiolini
  • Conselho Fiscal Efetivo – Sueli Oliveira Carvalho

 

  • Conselho Fiscal Suplente – Vicente Pereira da Silva
  • Conselho Fiscal Suplente – Célio Giovanni Borges Ramos
  • Conselho Fiscal Suplente – Sueli Silva Costa